Presidente do PSB, Carlos Siqueira, abre as portas para Brandão disputar o Governo pelo partido

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, abriu as portas do partido para o vice-governador Carlos Brandão (PSDB). Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, o dirigente nacional revelou que a sigla socialista pode ter candidato no Maranhão. Em outras palavras, ele está antecipando uma possível filiação do pré-candidato ao Governo que tem apoio de Flávio Dino (PSB).

Carlos Brandão pode trocar o PSDB pelo PSB por conta da conjuntura nacional, uma vez que Flávio Dino constrói uma aliança com Lula e  PT no estado, enquanto que os tucanos possuem a pré-candidatura de João Dória a presidente, o que pode dificultar essa aproximação.

Portanto seria mais fácil ter Brandão no PSB do que no PSDB para ter o apoio do PT. A seguir veja a fala do presidente Carlos Siqueira.

“Quais são as prioridades do partido? O senhor falou em cinco estados.

São Paulo, Pernambuco, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Acre… E tem outros candidatos que poderão surgir, mas, até agora, nós colocamos na mesa esses cinco estados. Pode surgir, por exemplo, o Maranhão, onde o PSB, provavelmente, terá candidato também; pode surgir Alagoas.”

Presidente do PSB: PT tem de definir prioridade e abandonar “visão exclusivista”

(crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

Às vésperas de uma reunião decisiva com a diretoria do PT, sobre a articulação de uma eventual federação, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, enfatiza: “A situação exige que o PT escolha qual é a sua prioridade: se é disputar com o seu principal aliado, na esquerda, os governos estaduais, ou se é conquistar a Presidência da República. Nós estamos dispostos a colaborar com a eleição de Lula, mas também queremos que o PT esteja disposto a colaborar com as nossas candidaturas”.

O PSB vai se preparando fortemente para dar continuidade às negociações em torno da campanha presidencial, porque o partido, muito provavelmente, vai apoiar o ex-presidente Lula e há, também, uma série de demandas apresentadas ao PT e de apoio em pelo menos cinco estados. Até agora, não há nada de concreto.

FONTE: correiobraziliense

Alckmin será vice de Lula, Haddad concorrerá ao Senado e Márcio França, ao governo de São Paulo

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin se desfiliou do PSDB nesta quarta-feira (15/10), depois de 33 anos de partido, para sedimentar sua candidatura a vice-presidente na chapa do ex-presidente Lula, do PT. Alckmin deve se filiar ao PSB.

Pelo acordo proposto nos últimos dias, além de Alckmin como vice de Lula, Fernando Haddad tende a disputar uma vaga para o Senado por São Paulo e Márcio França concorrerá ao governo paulista. Foi uma exigência do PSB para apoiar a aliança Alckmin e Lula. O acordo será detalhado aos poucos.

A aliança entre o agora ex-tucano e o petista agrada outros partidos de esquerda e de centro-direita. “É preciso ter uma chapa de equilíbrio”, afirma um congressista. A aliança entre Lula e Alckmin ainda passa pela criação de uma federação de partidos de esquerda. “Isso indica que os 26 estados e o Distrito Federal estarão coligados. Isso resolve muita coisa”, acrescenta.

Brasília, 15h27min

Maioria da Assembleia Legislativa declara apoio à pré-candidatura de Brandão ao governo do estado

Seguindo a indicação do governador Flávio Dino, 22 deputados estaduais assinaram um manifesto declarando apoio a pré-candidatura do vice-governador Carlos Brandão ao governo do estado. O Manifesto foi entregue durante um encontro para tratar de projetos de interesse do executivo que estão em tramitação na Assembleia Legislativa. Com maioria já declarada na Assembleia Legislativa, Brandão vai construindo a governabilidade de seu mandato que se inicia em abril, e fortalecendo sua pré-candidatura ao Palácio dos Leões.

Deputados que declararam apoio a Carlos Brandão:

1 – Ana do Gás
2 – Adelmo Soares
3 – Andreia Resende
4 – Antônio Pereira
5 – Ariston
6 – Arnaldo Melo
7 – Carlinhos Florêncio
8 – Daniela Tema
9 – Duarte Jr.
10 – Helena Duailibe
11 – Leonardo Sá
12 – Thaiza Hortegal
13 – Edson Araújo
14 – Fábio Braga
15 – Fábio Macedo
16 – Paulo Neto
17 – Marco Aurélio
18 – Rafael Leitoa
19 – Rildo Amaral
20 – Socorro Waquim
21 – Dr. Yglesio
22 – Zito Rolim

PSB confirma a filiados entrada de Carlos Brandão

A direção estadual do PSB confirmou nesta segunda-feira, 13, em reunião com lideranças políticas do partido, que o vice-governador Carlos Brandão vai mesmo para a legenda.

– Está 99% certo que Brandão vai pro PSB – afirmou hoje o secretário de Comunicação do governo, Ricardo Capelli, na reunião com os políticos da legenda.

Para tentar manter o controle do PSDB, mesmo após saída de Brandão, Flávio Dino articula a entrada do deputado estadual Fábio Macedo (PSL), que é forte candidato a deputado federal.

“Quero ser escolhido pelo Flávio Dino como a candidatura prioritária dele”, diz Felipe Camarão ao anunciar projeto de concorrer ao Governo

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, protocolou ontem, na sede do diretório regional do PT, no bairro do Cohafuma, em São Luís, duas cartas nas quais ele expos o seu desejo e disposição de representar o partido como candidato na sucessão do governador Flávio Dino (PSB), em 2022.

“Quero representar os mais de 60 mil filiados do PT no Maranhão; representar o maior partido de esquerda da América Latina; representar este partido que é do campo político do governador Flávio Dino. Quero fazer a construção desta pré-candidatura de baixo pra cima, com a base do partido, para que a gente possa sentar na mesa e, se Deus quiser, ser escolhido pelo governador Flávio Dino como a candidatura prioritária dele aqui no Estado do Maranhão”, afirmou.

Camarão disse que respeita as demais pré-candidaturas do campo governista – senador Weverton Rocha (PDT), vice-governador Carlos Brandão (PSDB) e o secretário Simplício Araújo (Solidariedade). E afirmou que, de forma democrática, também deseja que o seu projeto seja respeitado.

Informou, ainda, que, a partir de agora, procurará outros partidos aliados, como PSB, PC do B, Rede e PSOL, por exemplo, para estabelecer um diálogo franco e planejar novos movimentos políticos visando 2022.

Duarte Júnior agora é 40

Na manhã de 29 de junho, na sede do PSB em São Luís, o Deputado Estadual Duarte Júnior se filiou ao Partido Socialista Brasileiro – PSB, com o objetivo de concorrer as eleições de 2022 para o cargo legislativo de Deputado Federal. Para abonar sua filiação, esteve presente o Deputado Federal Bira do Pindaré e o Governador do Estado Flávio Dino, atuais vice presidente e presidente do PSB, respectivamente!

Para mim, Jucinaldo Meireles, quadro deste partido há 22 anos vejo com grande entusiasmo a nova estrutura do PSB 40, que logo será um dos maiores partidos do estado do Maranhão. e muitos outros grandes nomes nomes também estão vindo!

Firmes na luta! Socialismo e Liberdade!

Por Jucinaldo Meireles

PSB aprova resoluções sobre fundo eleitoral, escolha de candidatos e prorrogação de mandatos em diretórios

A Comissão Executiva Nacional (CEN) do PSB aprovou, por unanimidade, resoluções que tratam da gestão do fundo especial de financiamento de campanha, da prorrogação de mandatos dos membros dos diretórios estaduais e municipais, e da formação de coligações e escolha de candidatos em capitais e cidades com possibilidade de segundo turno.

Sobre a divisão dos recursos do fundo eleitoral, a aplicação dos recursos que cabem ao PSB foi definida da seguinte forma: 30% serão destinados exclusivamente às candidatas mulheres do partido ou da coligação; 60% para as campanhas de prefeito, vice-prefeito e vereadores; e 10% serão contingenciados e utilizados no segundo turno das eleições majoritárias.